Tais Dados São Muito Parecidos Com Os Registrados Em São Pedro Do Paraná, Que Tem O Menor Valor Pago A Um Professor No Estado .

A mudança entre os dois sistemas foi definida pelo Governo Federal, seguindo um cronograma por regiões. Neste primeiro momento, o desligamento no Paraná vai atingir a capital, Curitiba, cidades da Região Metropolitana, do litoral e também dos Campos Gerais. As cidades que vão ter o sinal analógico desligado são: Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Bocaiúva do Sul, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Carambeí, Colombo, Contenda, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Guaratuba, Imbituba, Itaperuçu, Lapa, Mandirituba, Palmeira, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais, Teixeira Soares, Tijucas do Sul e Tunas do Paraná. Para ter acesso ao sinal digital, os telespectadores precisam ter uma antena UHF instalada, bem como um conversor de sinal. As televisões de LED, plasma e LCD, produzidas a partir de 2012 no Brasil já possuem o equipamento embutido.

O comparativo com outras cidades do Paraná também chama a atenção para a situação de Farol, que tem 3,4 mil habitantes, vive basicamente da agricultura, tem 32 professores e cerca de 400 alunos matriculados. Tais dados são muito parecidos com os registrados em São Pedro do Paraná, que tem o menor valor pago a um professor no estado . E o piso em Farol, para 20 horas, é maior do que o salário referente a 40 horas de trabalho em Santa Maria do Oeste . Farol está abaixo dos gastos máximos com o funcionalismo e, mesmo assim, consegue remunerar os professores em valores bem mais altos que o mínimo exigido por lei.

são josé dos pinhais